Número total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

10 . Quem cala consente


Hoje, 11 de Novembro de 2010,  após 60 anos de vida sentei-me pela primeira vez no banco dos réus, e humildemente calado em dever de observação de procedimentos nessa qualidade, senti e ouvi as mentiras proferidas sobre juramento da verdade que naturalmente visaram  influenciar a decisão do Magistrado responsável.  A festa do São Martinho deste ano vai ficar na minha vida como o dia da mentira. Prometo não calar nem consentir e hoje é o meu único destaque.

Sem comentários:

Enviar um comentário